Seja bem vindo!


Nossa História

A História

Jaguaquara nasceu de uma fazenda chamada Toca da Onça, e sua história tem como ponto de partida a chegada do casal Guilherme Martins do Eirado e Silva & Luzia de Souza e Silva no ano de 1896. O casal trabalhou incansavelmente durante muitos anos na fazenda. Na sede da fazenda havia três casas: a casa da sede, residência do casal, posteriormente doada às Franciscanas Imaculatinas e, hoje, Colégio Luzia Silva, uma casa de negócios com depósitos, dependências de empregados e rancharia para viajantes, que foi demolida para dar lugar à Praça J.J. Seabra, e uma casa de farinha que foi reformada e atualmente pertence à família Minahim.

No ano de 1912 foi iniciada a construção das primeiras casas que formariam o povoado Toca da Onça, cujo território fazia parte do município de Areia, atual Ubaíra. Em 1913, após enfrentar árduas lutas políticas, Guilherme Silva conseguiu a passagem da Estrada de Ferro de Nazaré, pela sede do povoado, impedindo que a estação fosse construída no povoado da Casca.

A Lei nº 174, de 05 de Outubro de 1915 mudou a denominação do então povoado Toca da Onça, para JAGUAQUARA, que tem o mesmo significado na língua Tupy. Em 16 de Maio de 1916 foi criado o distrito de Jaguaquara, pelo Decreto 1.540. Através da Lei Estadual nº 1.472, de 18 de Maio de 1921, JAGUAQUARA foi elevada à categoria de vila e município sendo, conseqüentemente, seu território desmembrado do município de Areia. O Decreto nº 1.560 de 17 de Julho de 1922 criou o termo judicial JAGUAQUARA e em 7 de Setembro 1922 tomou posse o primeiro Juiz do município. A sede do município, então Vila de Jaguaquara, foi elevada à categoria de cidade pela Lei Estadual 1.673 de 30 de agosto de 1923.

 

Entroncamento de Jaguaquara

 

A Imigração

Em 1950, imigrantes vindos de diversas regiões da Itália, desembarcaram em Jaguaquara. Eram 41 famílias, que receberam do Governo um pequeno lote de terra para recomeçarem a vida. Introduziram a lavoura, ainda pouco incrementada, com produtos até então desconhecidos da população e técnicas mais avançadas de cultivo. Fundaram uma Colônia, que hoje, encontra-se desativada. Além de hortifrutigranjeiros, os italianos plantaram uva e trigo, que se desenvolveram bem graças ao clima. Jaguaquara, acolheu ainda imigrantes de várias nações como Japão, Portugal, Espanha e Peru.

 

Imigrantes Jaguaquara

 

Intendentes

Guilherme Martins do Eirado Silva - Ago 1921 a Dez 1923;

 Abílio Procópio Ferreira - Jan a Maio 1924;

 Serapião Guanais Mineiro - Jun a Set 1924;

 João Andrade - Out 1924 a Ago 1926;

 José Inácio Pinto - Set 1926 a Dez 1927;

 Alyrio de Almeida - Jan 1927 a Dez 1929; 

 Virgílio Pereira de Almeida - Jan a Out 1930.

 

Prefeitos

Lauro Mota;

Virgílio Mota de Almeida;

Everaldo Souza Santos;

Jaime Correia;

Menandro Menahim - 1954 a 1957;

Lourival Rosa de Sena - 1958 a 1961;

Leonídio Pinheiro Fernandes - 1962 a 1965;

Joaquim Nery de Souza - 1966 a 1969;

René Dubois - 1970 a 1972;

Paulo Ovídio Filho - 1973 a 1976;

Ítalo Rabêlo do Amaral - 1977 a 1982;

René Dubois - 1983 a 1988;

Osvaldo Cruz Morais - 1989 a 1992;

Paulo Sérgio Oliveira Nunes - 1993 a 1996;

Ítalo Rabêlo do Amaral - 1997 a 2000;

Valdemiro Alves de Oliveira - 2001 a 2004;

Osvaldo Cruz Morais - Jan 2005 a Março 2006 (renunciou);

Aldemir Moreira - Março 2006 a Dez 2008 e Jan 2009 a 2012;

Giuliano de Andrade Martinelli - Jan 2013 a Dez 2016.

 

COMPARTILHE AGORA: